DOC TV IV - Camisa de Onze Varas

video

Estreia: 29/01/10 sexta, 22h30
Reprise: 02/02 terça, 02h00

Sinopse

Originalmente intitulado Profissão: Escravo, o documentário Camisa de Onze Varas refaz a trajetória de 12 homens que foram recrutados em 1974 por um “gato”, para trabalhar em uma fazenda no interior do Pará. Esses homens foram escravizados, e para fugir dessa condição enfrentaram uma longa jornada pela selva paraense. Os que conseguiram sobreviver ao caminho de volta recontam sua história que, nesse documentário, é reencenada por jovens moradores da região.

Histórico

Selecionado entre 16 projetos inscritos no Concurso Paraense do DOCTV IV o autor de Camisa de Onze Varas, Waleriano Gurjão Duarte, teve seu projeto debatido, na Oficina para Desenvolvimento de Projetos, sob a orientação das duplas Jean-Claude Bernardet e Claudia Mesquita, e Felipe Lacerda e Max Eluard. Na Oficina de Desenho Criativo de Produção o projeto teve seu desenho de produção orientado por Raquel Zangrandi e Max Eluard.

Ficha Técnica

Ficha TécnicaDuração: 52 minutosAutor e Diretor: Walério Duarte Co-produção: Waleriano Gurjão Duarte Caiana Filmes TV Cultura do Pará ABEPEC - Associação Brasileira de Emissoras Públicas, Educativas e Culturais


Contatos:

Autor e Diretor - Walério Duarte walerio_duarte@oi.com.br 8177 2086

Coordenadora de Produção - João Inácio inacio@caianafilmes.com 91 33434254

Coordenação do DOCTV no Estado - Dimitri Maracaja doctv4@funtelpa.com.br 91 4005 7751

Coordenação Executiva do DOCTV - Max Eluard e Renato Nery maxeluard@gmail.com renatonery@tvcultura.com.br 11 2182 3405

fonte:http://www.tvcultura.com.br/doctv/player/content/20016


A CAIANA FILMES abre inscrições para o curso de capacitação de professores e estudantes da área de educação na utilização de filmes como ferramenta de apoio pedagógico(CURSO DE FÉRIAS). Serão 5 aulas (com carga horaria de 20 horas)que irão apresentar técnicas para trabalhar com a linguagem áudio-visual, contribuindo para leitura adequada de um filme, explorando-o numa perspectiva educativa e interligando o cinema as aulas de História, Geografia, Língua Portuguesa, Estudos Sociais, entre outros. O curso pretende ainda auxiliar os profissionais e estudantes da área na abordagem de temas transversais como : Meio Ambiente, Pluralidade Cultural, Ética, Saúde e Trabalho, Relações Sociais, Racismo, etc.

O curso será ministrado pelo cineasta João Inácio que já trabalha há dez anos na produção e exibição de cinema. Desenvolveu por sete anos o projeto Cinema BR em Movimento no Estado do Pará, trabalhando a distribuição alternativa de filmes e a inserção da linguagem cinematográfica na grade curricular de escolas públicas. No final de 2006, foi o Roteirista Premiado no concurso de Apoio à Produção de Obras cinematográficas Inéditas promovido pelo Ministério da Cultura. O roteiro de seu curta metragem 'Shala' foi um dos 20 vencedores de todo o Brasil.

De acordo com Inácio, a partir desse aprendizado o educador irá dispor de mais um recurso importante para tornar o ensino mais atraente e produtivo. O Cinema não deve substituir a aula formal, e sim ser utilizado como um instrumento completando o aprendizado de sala de aula. Considerando também que a obra cinematográfica torna-se facilitador das discussões derivadas do filme e suas entrelinhas, possibilitará trocas interpessoais, reforçando os laços de amizade e o crescimento individual de alunos e professores. E ainda, criando chances para que ambos produzam debates e reflexões a respeito de temas variados, certamente fomentará a construção de vasta discussão quando o educador poderá exercer literalmente seu papel na formação de cidadãos críticos, em busca de uma sociedade melhor.

Segundo Inácio, a utilização de cinema como recurso pedagógico não é novo. Estudos mostram que desde 1910 já se empregava o cinema no ensino e na pesquisa científica. Vale lembrar que em janeiro de 1937 o então Presidente Getúlio Vargas criou o Instituto Nacional de Cinema Educativo, destinado a promover e orientar a utilização da arte cinematográfica, especialmente como processo auxiliar do ensino, e ainda como meio de educação popular em geral. E não vamos longe:no ano de 2005 o prefeito Ducimar Costa assinou a lei Nº 8.432, instituindo o programa Cinema nas Escolas na Rede Municipal de Ensino que consiste nas exibições de filmes de curta e longa metragem, incentivando pesquisas, debates e exibição de obras cinematográficas com prioridade ao cinema nacional, latino americano e, em especial, do cinema paraense. A exibição das obras cinematográficas, a pesquisa e os debates decorrentes deverão possuir caráter pedagógico, em consonância com os conteúdos programáticos da Rede Municipal de Ensino.

Mas para que as leis sejam colocadas em pratica, cabe também ao professor/educador desenvolver um planejamento prévio e adequado, possível de ser executado, através de um roteiro que o guie a explorar o filme por uma perspectiva educativa, preparando antecipadamente o que vai ser visto fazendo uso de melhores formas de abordagem do assunto, antes e depois da exibição. Técnicas essas que serão exploradas durante o curso cujos participantes receberão vasto material de leitura e sugestões para o uso de cada obra em sala de aula, garante Inácio.


Serviço:
Inscrições abertas na CAIANA FILMES
Fone: 33434254 / 33434252

Diogo Moia 986
entre 14 de Março e Alcindo Cacela

O curso terá aulas de
11 a 15 de JANEIRO de 2010(1ª TURMA)
e de 18 a 22 de JANEIRO de 2010(2ª TURMA)

Horário:14h às 18h
Investimento: R$100,00

www.caianafilmes.com